Pesquise aqui

Menu

julho 21, 2013
As tachas e spikes seguem em alta na temporada outono-inverno. Aparecem em roupas, calçados, bolsas, pulseiras, colares, cintos, brincos e anéis. Podem incrementar o look de pessoas de estilos variados, não só as roqueiras e “motoqueiras”. Quer entrar na moda?






Idade
Pessoas de qualquer idade podem usar, só é importante ficar atento ao tipo de aplicação. É que as mais altas e pontudas são mais jovens e irreverentes, enquanto as com menor altura e mais discretas são democráticas.
Equilíbrio
Quando os metais são brilhantes, é melhor se concentrar em uma ou duas peças com eles, sendo que uma deve ser a mais marcante (com mais metais e em tamanhos maiores) e a outra bem discreta (com metais menores e em menor quantidade). Os desgastados, foscos ou mais escuros (grafite, por exemplo) já permitem o uso em maior quantidade, mas sempre é recomendada a busca pelo equilíbrio: uma peça bem cheia de metais e as outras mais discretas.
Cor 
Não há problema em misturar aplicações douradas e prateadas, desde que haja um motivo visual que justifique. “Esse motivo pode ser uma peça (roupa ou bijuteria) que misture dois banhos e, a partir dessa mistura inicial, as peças adicionais estarão justificadas”, explicou Marcele. Geralmente, é mais fácil misturar quando os tons são mais discretos, sem muito brilho. Lembre-se que, de maneira geral, dourado é mais extravagante e chamativo, remete à ideia de glamour. Prata é mais frio e discreto, ligado à elegância e à discrição. Os metais com brilho trazem glamour, podendo chegar a ser exagerados. Os foscos ou desgastados/envelhecidos são versáteis, mas dão aspecto mais discreto, quando em pouca quantidade, ou peso ao look, quando em muita quantidade, podendo até passar uma mensagem mais rock and roll. Tenha em mente que as tachas e spikes padrão (mais rústicos e pesados) combinam melhor com peças igualmente pesadas e grossas, como as feitas em algodão grosso, veludo, jeans. 
Tipo de corpo
As aplicações adicionam volume e chamam atenção para a região em que estão. Portanto, evite colocá-las em partes do corpo mais avantajadas, certo? No caso das gordinhas, é interessante optar por peças com metal na região dos ombros ou em acessórios. As altas e as magras estão liberadas para explorar. Quem tem ombros largos pode investir em colares, anéis ou roupas com enfeites de metais no abotoamento ou numa estampa que fique centralizada no corpo. Também vale apostar em partes de baixo com detalhes de metal. Para quem tem quadril largo, a parte de cima do corpo está apta para roupas com metais, preferencialmente as que tenham detalhes nos ombros e mangas ou em estampas com área um pouco maior, que pegam o centro do corpo e se expandem para as laterais. Bijuterias e acessórios são uma boa pedida. 

0 comentários:

SEE

Seguidores

Visitantes

Tecnologia do Blogger.

Blogosfera

Se quiser trocar selos com o nosso blogger, link o nosso banner e nos envie um email com o assunto "PARCERIA": comercial@planetadamulher.com.br dizendo em qual página nosso banner foi linkado
 
 
 

 Chic Fashion

 

Central Blogs

Looks

Postagens populares

Newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Quem Escreve

O point de encontro da mulher moderna! Esperamos por vocês!